Carregando ...

Praça da Catedral, s/nº - Centro - CEP: 13400-150 - Piracicaba-SP

(19) 3422-8489
Notícias › 20/03/2017

Papa visitará Egito nos dias 28 e 29 de abril: a alegria dos coptas

O Papa Francisco fará uma visita apostólica ao Egito nos dias 28 e 29 do próximo mês de abril. A notícia foi oficializada este sábado (18/03) pela Sala de Imprensa da Santa Sé. O Pontífice fora convidado pelo Presidente da República, Abad al-Fattah al-Sisi, pelos bispos da Igreja Católica, por Sua Santidade Papa Tawadros II e pelo Grão-Imame da Mesquita de Al Azhar, Xeque Ahmed Mohamed el-Tayyib [na foto com o Papa]. A notícia é motivo de grande alegria no país norte-africano, sobretudo para a comunidade copta católica, como nos confirma, em entrevista à Rádio Vaticano, o bispo emérito de Giza, Dom Antonios Aziz Mina:

Dom Antonios Aziz Mina:- “A visita do Papa é uma bênção para nós, para a Igreja e para todo o povo egípcio, que o acolhe com grade prazer. Estamos alegres por Francisco ter acolhido nosso desejo e por vir abençoar a nossa terra. É uma visita que nos recorda a de João Paulo II no ano 2000, no ano do Jubileu.”

RV: O Papa Francisco vai a um país que viveu episódios que trouxeram sofrimentos para o povo egípcio…

Dom Antonios Aziz Mina:- “Sim, toda a região, não somente no Egito, toda a região tem passado por situação de duras provações e a presença dos cristãos é sempre um testemunho da cruz. Nós, agora, neste tempo da Quaresma, vivemos com participação o mistério da espera, da alegria da Páscoa.”

RV: Qual é hoje a situação dos cristãos no Egito?

Dom Antonios Aziz Mina:- “A situação dos cristãos é a mesma de todos os egípcios. Acabamos de sair de uma situação difícil… Após as duas revoluções estamos procurando reerguer-nos. Precisamos que o mundo inteiro nos ajude e nos apoie e, como cristãos, vivemos um momento muito propício e bom para a liberdade de culto e a liberdade de religião.”

RV: Como o risco do terrorismo é visto hoje no Egito?

Dom Antonios Aziz Mina:- “O terrorismo deve ser combatido sobretudo com a força do pensamento, com a cultura e com o amor, a paz, a convivência, a igualdade dos direitos para todo cidadão na terra onde mora.”

RV: O que vocês esperam que o Papa Francisco diga ao Egito?

Dom Antonios Aziz Mina:- “O Papa é a única força no mundo que quando fala, fala em defesa dos direitos do homem e os direitos dos povos em nome de Jesus, em nome de Deus. Essa é a mensagem principal que esperamos que o Papa diga ao chegar ao Egito, para buscar infundir essa cultura de paz entre os povos dessa região.”

RV: E o que o Egito de hoje quer dizer ao Papa Francisco?

Dom Antonios Aziz Mina:- “Que somos muito gratos e agradecemos ao Santo Padre por essa atenção para com a nossa nação e o nosso povo.”

Por Rádio Vaticano

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.