Carregando ...

Praça da Catedral, s/nº - Centro - CEP: 13400-150 - Piracicaba-SP

(19) 3422-8489
Santo do dia › 20/03/2017

São Teodósio

Nasceu na Turquia em 423, e desde pequeno, por influência paterna, lia com muito fervor as Sagradas Escrituras. Seguindo o exemplo de Abraão, o santo decidiu deixar suas riquezas e sua família, para peregrinar a Jerusalém, Belém e Nazaré, e em seguida tornar-se religioso. São Teodósio foi viver não muito longe de Belém, e teve como guia espiritual o abade Longinos.

Após ser ordenado sacerdote, recebeu a ordem de encarregar-se do culto de um templo localizado entre Jerusalém e Belém. O santo realizou seu trabalho com muita sabedoria e humildade, e foi testemunho de uma vida santa e cheia de oração, o que motivou a outros jovens a tornarem-se religiosos, e mais adiante, a fundação de três conventos nas proximidades de Belém.

Uma de suas preocupações era a de que os jovens tivessem sempre presente o pensamento sobre a morte, sobre a finitude da matéria e o quão efêmero é o ser humano em sua matéria. Por isso, um dia, fez com que seus discípulos cavassem um túmulo; depois, pondo-se no meio deles, disse-lhes sorrindo : “Eis aqui, pronto, o lugar do repouso ; quem de nós vai consagrá-la?” Um padre, chamado Basílio, ajoelhou-se e disse : “Queira abençoar-me, meu Pai, serei eu!” Durante quarenta dias, eles leram o Ofício dos Funerais e, no quadragésimo dia, sem nenhum sintoma aparente, Basílio adormeceu serenamente em seu último sono.

Teodósio, a partir de uma visão celestial, iniciou a construção de um mosteiro tão imenso que mais parecia uma cidadela. Além dos prédios reservados aos monges, havia ali um grande número de estabelecimentos para todo tipo de profissão, inúmeros hospitais que acolhiam multidões de doentes e não menos que quatro igrejas.

Deus recompensou a imensa caridade do Seu servo. Um dia, havia no mosteiro cem mesas postas para os estrangeiros; a Divina Providência se encarregou de tudo o que fosse necessário para atender a todos. Outra vez, as provisões do mosteiro tinham-se esgotado e os irmãos começaram a murmurar. Teodósio lhes disse: “Tenham confiança, Deus não nos esquecerá.” Logo depois eles viram chegar mulas carregadas de víveres.

São Teodósio morreu aos 106 anos de idade, após uma vida inteira marcada pela oração e pelo trabalho, pela fé e pela caridade.

A Igreja também celebra hoje a memória dos santos: Martinho de Braga e Alexandra